Por dentro do HCP - HCP - Hospital de Câncer de Pernambuco

Por dentro do HCP

dia-da-beleza-melhora-autoestima-das-pacientes-do-hcp-1.jpg

Dia da Beleza melhora autoestima das pacientes do HCP

Com o intuito de resgatar a autoestima das pacientes do Hospital de Câncer de Pernambuco, o curso de Maquiagem do Senac ofereceu na manhã desta quarta-feira (11) um Dia da Beleza no ambulatório do HCP. A ação, realizada em parceria com a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Pernambuco, contou com a presença de 15 profissionais que maquiaram gratuitamente as pacientes e suas acompanhantes.

Esta é a primeira vez que essa ação é realizada com o Senac. Maria Da Paz, coordenadora da Rede Feminina, contou que essa iniciativa já foi praticada anteriormente, contando com o apoio de vários outros grupos que se solidarizavam com o trabalho realizado pelo HCP. Para ela “esse tipo de prática tem o poder de tirar dos olhos uma lágrima e colocar no rosto um sorriso”.

O Hospital de Câncer de Pernambuco é referência quando se trata do serviço de próteses reabilitadoras para pacientes que sofreram algum tipo de mutilação em decorrência do câncer. As próteses bucomaxilofaciais são confeccionadas pelos próprios profissionais da instituição e fornecidas de forma totalmente gratuita.

“Nosso serviço é pioneiro em relação ao uso de resina nas próteses bucomaxilofaciais, assim como no uso de próteses 3D nos casos de maxilectomia (retirada total ou parcial da maxila)”, afirma Dra. Eliane Revoredo, que está à frente do Departamento de Odontologia e Próteses Reabilitadoras do HCP.

Em 2001, ela foi convidada pelo médico Leonardo Arcoverde para conhecer o HCP. O convite gerou um trabalho voluntário que durou até 2003. No ano seguinte, ela foi contratada para ser responsável pelas próteses dentárias. Era 2008 quando Dra. Eliane assumiu a função que ocupa até hoje. 

Sete profissionais da Residência em Multiprofissional em Oncologia realizaram uma gincana na última sexta-feira (29), para se despedir dos pacientes e equipe da Santa Águeda, que conta com os pacientes de Hematologia do HCP. A despedida aconteceu porque na residência multiprofissional os estudantes passam dois meses em cada setor, realizando rodízios para entender melhor e de forma mais completa o funcionamento de um hospital oncológico.

Isabela Vieira, residente de Serviço Social, explicou que a gincana e as brincadeiras na despedida serviram para animar acompanhantes e pacientes, além de quebrar um pouco a rotina médica, proporcionando ainda que a equipe multiprofissional fosse enxergada mais de perto. Eles tiveram uma tarde com bingo, lanches e também brincaram de mímica.

Ainda segundo Isabela, uma equipe multiprofissional é muito importante para o paciente e o familiar, uma vez que proporciona a eles informações mais amplas sobre seus direitos, nutrição, exercícios físicos, entre outras dúvidas comuns. Ainda segundo ela saber detalhes que podem melhorar o tratamento e o bem-estar do paciente influenciam diretamente a recuperação na sua recuperação.

 

O Hospital de Câncer de Pernambuco divulgou, nesta sexta-feira (08), o regulamento de processo seletivo para o Hospital da Mulher do Recife. A contratação dos profissionais será por meio de processo seletivo simplificado. São 455 (quatrocentos e cinquenta e cinco) vagas destinadas a profissionais de nível fundamental, médio, técnico e superior. Do total de vagas, 5% são ofertadas para Pessoas com Deficiência. 

A seleção dos candidatos será composta pelas seguintes etapas com caráter eliminatório: avaliação curricular, avaliação de conhecimentos (específicos, raciocínio lógico, matemática e interpretação de textos), entrevista profissional e avaliação de títulos. A avaliação de títulos, além de caráter eliminatório, também tem caráter classificatório e será aplicada apenas aos candidatos de nível técnico e superior.

A manhã desta terça feira (29) foi de despedida para alguns residentes que estão deixando o HCP. Após encerrar-se o ciclo de dois anos, psicólogos, enfermeiros, fonoaudiólogos e nutricionistas se despediram do HCP com muita alegria e muita saudade também.

Reunidos no auditório, Dr. José Peixoto, superintendente de Ensino e Pesquisa e Dr. Hélio Fonseca, superintendente geral do Hospital, disseram algumas palavras de agradecimento aos residentes, ressaltando a importância da experiência e o crescimento pessoal e técnico de cada um dos residentes, adquiridos ao longo da residência. Posteriormente, todos seguiram para um coffee break e, entre depoimentos e aplausos, se confraternizaram.

Heverton da Silva é um dos residentes que está se despedindo do Hospital de Câncer de Pernambuco. Enfermeiro, ele iniciou há um ano um trabalho de investigação dos principais diagnósticos de enfermagem encontrados em pacientes submetidos a cirurgias oncológicas de cabeça e pescoço. Para isso, precisou entrevistar cerca de 300 pacientes da Enfermaria Nossa Senhora Aparecida. Em dezembro de 2015, Heverton apresentou o artigo à Revista Sulamericana da USP (Universidade de São Paulo), e em janeiro e já obteve resposta com as primeiras correções ao artigo. Agora, ele está apenas aguardando o dia para poder ver seu artigo publicado. Sobre o saldo desse tempo no Hospital, ele afirma: “É gratificante o amadurecimento e o crescimento que a gente adquire aqui. Foram dois anos que valeram por quatro”, disse.

Na manhã da última quarta-feira (23), a Páscoa foi comemorada na Enfermaria São Lucas (1º andar). A coordenadora do serviço de Cuidados Paliativos, Conceição Hander, iniciou a celebração com agradecimento à equipe e todos os que fazem o HCP. Em seguida, alguns pacientes e acompanhantes também falaram, agradecendo o empenho da equipe, pelo apoio, dedicação e cuidado. 

pascoa (3).jpg

A sala da Harmonia ficou pequena para os pacientes, acompanhantes, voluntários e colaboradores que participaram da festa. A manhã foi marcada pelas conversas, música, sorrisos e abraços, que renovaram a certeza de que é preciso ter sempre mais esperança.

As datas comemorativas sempre são lembradas no serviço de Cuidados Paliativos. “É um momento em que eles, tanto pacientes quanto acompanhantes, se distraem, interagem. E isso é de extrema importância para o tratamento”, afirmou Conceição Hander. 

Pacientes, acompanhantes e funcionários do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) receberam a visita de super-heróis e integrantes do Bloco das Rosas para fazer o Carnaval de quem ainda não pode curtir a folia nas ruas. A festa aconteceu na manhã desta quinta-feira (4) e trouxe bastante alegria aos internados.

Durante a visita, feita nas alas infantil e de cuidados paliativos, entre outras, foram entoadas marchinhas cujas letras buscam incentivar o combate ao Aedes aegypti, além de marchinhas clássicas de Carnaval. Os heróis visitaram os quartos da Enfermaria São Rafael, exclusiva para crianças, e fizeram a festa para cerca de vários pequenos que permanecem internados na unidade.

Além da visita dos personagens de filmes e desenhos, a festa também chegou à ala de cuidados paliativos, onde há pacientes sem chances de tratamento terapêutico. O local recebeu a visita Maracatu Renascer, formado por ex-pacientes de câncer de mama do próprio hospital.

No próximo dia 4 de fevereiro será realizada a festa de Carnaval do Hospital de Câncer de Pernambuco. A partir das 9h, pacientes, acompanhantes e colaboradores poderão ver de perto desfiles de fantasia e músicos entoando a “Marchinha da Chicungunya”, que passarão por todas as enfermarias do Hospital. Para completar a festa, participará da manhã de festas a Rainha da Terceira Idade do Carnaval do Recife, além do Maracatu Renascer, formado por ex-pacientes de câncer de mama.

Um dos setores mais esperados para receber o Carnaval do HCP é a Enfermaria São Lucas, onde pacientes de cuidados paliativos se emocionam, todos os anos, ao ouvir o som típico do Reinado de Momo. Trata-se de pacientes que estão em internamento, sem chance terapêutica de cura, e que fazem da enfermaria a própria casa. Por isso, o HCP tem o cuidado em humanizar essa atenção e trazer as comemorações para perto deles.

Todos os anos o Carnaval do HCP é celebrado com a presença de blocos líricos e presença de ícones pernambucanos. A presença do Rei e da Rainha do Carnaval foi destaque na edição de 2015.

 

A Rede Feminina de voluntários, através do projeto Arte, Cultura e Lazer no HCP, está expondo desenhos natalinos no hall do prédio do ambulatório. Todos os 65 desenhos foram criados por pacientes e acompanhantes no mês de dezembro passado e foram fruto de um concurso de melhor arte. Mas a ideia mesmo era projetar a expressão artística dentro de cada um dos pacientes, além de fazê-los ocupar a mente em uma atividade diferente da rotina. Idealizadora da ação, a voluntária Maria Eugênia Andrade disse estar satisfeita com os desenhos porque viu que os pacientes adoraram a iniciativa, e, além disso, tiveram sua autoestima elevada. Para conhecer os desenhos, basta se dirigir até o local. Os três primeiros lugares no concurso  já foram escolhidos e vão ganhar uma camisa com desenhos de Olinda.

A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) e a Enfermagem do HCP se uniram, mais uma vez, para lembrar da importância de lavar as mãos corretamente no controle da infecção hospitalar. Para isso, lançaram a campanha “Mãos limpas são mãos seguras”. As mãos podem ser a principal via de transmissão de microrganismos durante a assistência prestada aos pacientes. De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), um em cada quatro pacientes de cuidados intensivos adquire uma infecção durante sua permanência nos hospitais. Nos países em desenvolvimento, esta estimativa pode ser duplicada. Essas infecções podem levar a doenças mais graves, além de prolongar a permanência dos pacientes nos hospitais.